Notícia

Capacitação

terça, 19 de março de 2019
Sebrae/PR e Itaipu Binacional vão capacitar pequenos negócios do sudoeste do Estado

Crédito - Antônio Menegatti

Empresas de micro e pequeno porte do sudoeste do Paraná que tenham a intenção de ser fornecedoras da Itaipu serão capacitadas pelo Sebrae/PR e a própria Itaipu Binacional. A qualificação será feita pelo Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (Desfor), a partir do mês de abril. Para sensibilizar empreendedores da região, foi realizado nesta sexta-feira (15) seminário na sede do Sebrae/PR, em Pato Branco.

 O evento foi prestigiado por 45 empresários, além de representantes de entidades, como as regionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR) e a Associação Comercial e Empresarial de Barracão, Dionísio Cerqueira e Bom Jesus do Sul (Ascoagrin). A capacitação será limitada a 60 empreendimentos e não terá custos. Os interessados devem enviar e-mail para programadesfor@pr.sebrae.com.br para receber o link de inscrição.

O seminário teve ainda palestra com Indakéia Marisol Lima e Sebastian Blank sobre o “Fornecedor 4.0 – Em busca de uma performance superior”. O evento foi acompanhado por Rodrigo Silva Cunha, gerente do departamento de Planejamento e Suprimentos da Itaipu Binacional.

“Todos conhecem a Itaipu, mas poucos sabem que a usina é uma grande compradora. Compra-se de tudo, materiais de construção, de escritório, pneus e contrata-se serviços de todos os tipos. São mais de dez mil itens”, revela Cunha.

O gerente explica que um dos objetivos da Itaipu Binacional é fomentar o desenvolvimento das micro e pequenas empresas.

“É muito simples vender para a Itaipu, o processo todo é feito pelo site. Temos empresas de São Paulo e Minas Gerais que são nossos fornecedores. Por que os empresários do Sudoeste do Paraná, que estão mais próximos de nós, não podem também?”, indaga Rodrigo Silva Cunha.

A coordenadora estadual de Acesso a Mercados Institucionais do Sebrae/PR, Juliana Schvenger, também esteve em Pato Branco para o seminário e divulgou mais detalhes sobre o Programa Desfor e as possibilidades de negócios com a usina.

“A Itaipu Binacional comprou do lado brasileiro, no ano passado, cerca de US$ 8 milhões. Desse montante, US$ 2 milhões foram destinados a pequenas compras, que dispensam licitação. São lotes com limite de US$ 7 mil. A capacitação vai preparar as empresas interessadas para participar do processo”, ressalta Juliana.

O gerente da Regional Sul do Sebrae/PR, Cesar Giovani Colini, destaca que o Programa Desfor pode alavancar muitos negócios do Sudoeste. “O Sebrae/PR sabe da importância das micro e pequenas empresas para a economia do país. Estamos aproximando grandes empresas dos pequenos negócios. A Itaipu Binacional é um grande comprador que pode gerar oportunidades para a nossa região”, reflete o gerente Cesar Colini.

De fronteira para fronteira
Um grupo de diretores da Ascoagrin, na fronteira de Barracão com a Argentina, esteve acompanhando as apresentações. Paulo Cesar Gnoatto, diretor financeiro da associação, avalia como uma oportunidade única participar do Desfor.

“A Itaipu está abrindo as portas para a nossa região e temos todo o interesse em firmar a parceria. É uma conexão para novos mercados que pode contribuir para o desenvolvimento econômico da Trifronteira”, vislumbra Gnoatto.

Eunice Maria Cavali Duarte, delegada da Regional de Pato Branco do CRCPR, tem opinião semelhante à do diretor da Ascoagrin.

“Nós, contadores, podemos ajudar as empresas a participar das licitações. Podemos contribuir na divulgação do programa e também na parte documental, uma contribuição específica que pode significar mais vendas e desenvolvimento para o Sudoeste”, finaliza Eunice.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sebrae